Arrecadação de ICMS nos Estados aumenta 4,51% no primeiro bimestre

Tempo de leitura: 1 minuto

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publicou na última quarta-feira, dia oito de maio, o Boletim de Arrecadação dos Tributos Estaduais com resultados do primeiro bimestre de 2019. Segundo a Confaz, houve um aumento nominal de 4.51% na arrecadação de ICMS. Já na arrecadação geral, houve um acréscimo nominal de 5,38% em relação ao mesmo período do ano passado.

Confira a notícia completa abaixo:

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) disponibilizou no seu sítio eletrônico o Boletim de Arrecadação dos Tributos Estaduais com resultados relativos ao primeiro bimestre de 2019. Os tributos recolhidos em janeiro e fevereiro deste ano atingiram R$ 59,48 bilhões e de R$ 50,22 bilhões, respectivamente. O total geral foi de R$ 109,7 bilhões.

Com relação ao recebimento do principal tributo estadual, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o valor foi de R$ 42,1 bilhões para janeiro; e de R$ 39,85 bilhões em fevereiro, totalizando no bimestre R$ 81,96 bilhões, o que representa um aumento nominal de 4,51% ante igual período do ano passado. Na arrecadação geral, houve um acréscimo nominal de 5,38% em relação ao mesmo período do ano passado.

O Estado que registrou o maior aumento no recolhimento foi Roraima (+54,62% em relação ao mesmo período do ano anterior). Já em Santa Catarina houve o maior decréscimo (-5,95%).

Em relação ao ICMS, Roraima continuou sendo o Estado que mais arrecadou (+19,42% em relação ao primeiro bimestre do ano passado). Já o Paraná registrou o maior dos decréscimos (-7,88%).

Boletim de Arrecadação
O Boletim de Arrecadação dos Tributos Estaduais apresenta o comportamento da arrecadação dos seguintes tributos estaduais: ICMS, IPVA, ITCMD e taxas de todos estados brasileiros e do DF. Em relação ao DF, os dados refletem apenas os tributos de natureza estadual.

Por Ministério da Economia

Fonte: Contabilidade na TV